Bem vindo ao Anti-Religiosidade!

Combatendo heresias e compartilhado o amor e unidade do Evangelho,

sem estruturas, hierarquias ou complicações.






Foi noticiado. Dezenas de anúncios foram feitos e continuam, alardeando o fato que já é proliferado nas redes sociais:

                        

   “JESUS, MAIS UMA VEZ, É EXPULSO  DE IGREJA EVANGÉLICA”.


As autoridades eclesiásticas negaram o fato, dizendo se tratar a noticia, de uma mentira “infame” dos inimigos dos evangélicos… “Eles estão é com inveja dos nossos ganhos, das bençãos, da nossa prosperidade, por isso estão nos perseguindo…” Comentou o Pastor rodeado de seguranças  por medo de represálias ou incômodos por parte dos tais inimigos.
O comentário foi feito em meio à inauguração do novo resort evangélico “Blessed are the shepherds”, empreendimento orçado em R$ 40 milhões e que fica próximos à ilha de CARAS, atingindo assim a “meta” dos evangélicos para o ano de 2013.
O Pastor Afanásio Furtão aproveitou para falar sobre o empreendimento: “É um lugar para o descanso dos nossos pastores… Nossa vida é uma vida de viagens, longe da família… Em congressos ao redor do mundo, um “entra e sai” de hotéis, congressos e almoços de confraternização… Tudo,  é claro para “solidificar” as nossas metas…” Reiterou.
Furtão disse ainda, que pastores devem andar em grupos, sempre alicerçados por colegas de ministério para que mutuamente, possam se ajudar em suas visões sobre o reino de Deus que, admitiu, estar em franca expansão.
Afanasio foi perguntado ainda, sobre o papel do Espirito Santo, diante  dos trabalhos executados e diante de tanta controvérsia, mas ele alegou finalizando a entrevista: “O Espirito, diz a “palavra”, … Está sujeito ao profeta”.

A equipe de reportagem do Jornal “A Voz do deserto” ainda tentou falar com os pastores presentes na inauguração, sobre a polêmica denuncia da expulsão de Jesus das igrejas, mas os seguranças do evento e os que os acompanhavam, não permitiram uma aproximação.
Fontes seguras confirmam que Jesus, apesar de ainda ser mencionado nas reuniões e cultos das igrejas citadas na denuncia, NÃO FOI OUVIDO e, em algumas delas, foi convidado a se retirar CASO NÃO ATENDESSE primeiro, às solicitações dos que pediam “segundo a palavra dada pelo pastor” que a “revelara”, através de sua “visão” no ministério.
Uma testemunha afirma ter visto o momento em que Jesus foi “Colocado na parede” por uma mulher que orava em uma vigila, dizendo que ele era “obrigado a respondê-la”, pois ela estava lá como muitos, depois de um dia cansativo de trabalho, “buscando uma resposta” que, segundo ela, era “um direito” e uma “promessa ao Rei Davi…” que ela, então reivindicava.
Sem a necessidade de uma alegação, e amando a tal igreja, apesar de expulso de um diálogo com os que levavam o seu nome, Jesus aguarda poder voltar a falar e ser ouvido. Finalizou a SERVA que, depois do ocorrido, diz já procurar uma comunidade onde Jesus seja bem recebido.
Testemunhas, passantes e o próprio repórter que vos fala, apesar do descredito por parte dos evangélicos, afirmam terem visto Jesus Curando e transformando pessoas na ruas.


Por Rogério Ribeiro para o "Jornal", “A Voz do Deserto”.