Bem vindo ao Anti-Religiosidade!

Combatendo heresias e compartilhado o amor e unidade do Evangelho,

sem estruturas, hierarquias ou complicações.

A religião sempre foi especialista em remover a habilidade das pessoas de pensarem, por si mesmas. O costume de fazer com que todos acreditem que questionar a instituição e seus líderes fosse pecado sempre teve o dom de se transformar em dogmas criados por homens como critério para salvação.



As instituições mutilaram o Evangelho, os líderes destruíram a mensagem de Jesus, adicionaram tudo que não é evangelho no lugar, e quando denunciamos isso, as "ovelhas" se indignam. Isso porque nunca foram ovelhas, mas sim bodes. As ovelhas verdadeiras não defendem religião, defendem a mensagem de Jesus, elas não vão com estranhos. (João 10:26-27) E o Evangelho é relacionamento humano, dia a dia, servindo a Deus na figura do próximo. (Romanos 13:8-10; 1 João 4:20; Tiago 1:27; Mateus 25:42) Isso cada um de nós deve fazer. Religião, ajuntamentos, velas, batinas, liturgias e toda essa religiosidade cristã do século atual não é Evangelho, é invencionice.



Seguir a Jesus é ser alguém perdoado pela Graça (Efésios 2:8), não estar submetido ao controle de homens (1 João 2:27), absolvido das maldições (Romanos 8:1), libertados da culpa (Romanos 4:25), livres do medo (1 João 4:18), para podermos amar (Gálatas 5:13), viver para o próximo, pelo próximo e a favor do próximo, viver para a prática da solidariedade e da generosidade (2 Pedro 1:7). Seguir a Jesus transcende qualquer religião porque a religião se propõe a nos reconciliar a Deus por méritos próprios, e o Evangelho nos reconcilia com Deus mediante a Fé (Efésios 2:8). Obras são apenas o efeito, não a causa da fé. Nós somos salvos para boas obras, não por boas obras. Em Jesus somos livre da mesquinharia que nos ensina a viver para nós mesmos e a barganhar Deus.


O homem não precisa de religião, o homem precisa da verdade; A verdade liberta, basta dar ouvidos ao Evangelho e não a religião; Estude os evangelhos sem influência tendenciosa da religião, saia dos versos isolados, leia tudo sem parar em capítulos, leia de forma linear, e comece a pensar por você mesmo.

Seria talvez a fala de Paulo, Salomão, Estevão, Barnabé, Natã e tantos outros mentirosas ao dizer que o Criador não habita em templos feitos por mão de Homens? (Atos 17:24-25)

O Próprio Salvador Jesus teria mentido em dizer que não tem nem onde reclinar a cabeça, sendo que esses incontáveis templos não são a casa dele? (Mateus 8:20), (Atos 7:48)

O Criador mentiu ao dizer que não se agrada dos cultos litúrgicos? (Mateus 15:9)

De onde surge o direito divino de vincular a salvação de alguém a uma instituição? 

Quando Cristo afirmou que para estar salvo você deveria ser membro de algum grupo religioso?

Jesus teria mentido aos Gentios dizendo que não devemos adorar em Templos? (João 4:20-24)

E se o espírito do Pai habita em vós, (Romanos 8:11) porque buscar em templos de pedra? Nem no templo nem no monte é importante que se adore em espírito porque o Pai é Espírito como está escrito (Atos 17:24; João 4:20-24).

Marcos Martins