Bem vindo ao Anti-Religiosidade!

Combatendo heresias e compartilhado o amor e unidade do Evangelho,

sem estruturas, hierarquias ou complicações.


Não deixar o que? A instituição religiosa? Qual? Existem mais ou menos 50 mil congregações.

Entenda, congregar significa reunir-se em prol do evangelho. Não é frequentar uma instituição criada por homens. Os discípulos reuniam-se em casa, nos bosques, no pátio aberto chamado “templo” pois o templo de Salomão (que foi o único autorizado por Deus), já havia sido destruído nessa época. Ou seja, um movimento livre que se reunia em qualquer lugar sem bandeirinha de denominação religiosa.



A reunião dos apóstolos foi para os meninos na fé que não tinham o Novo Testamento por escrito, pois nessa época os livros do Novo Testamento não existiam ainda. Essas reuniões não eram para sempre, e sim até os meninos na fé crescerem e chegarem a maturidade da fé, depois a ordem é "ide pregai" e não “vinde escutai”. Ou seja, foi uma sugestão, não um mandamento. Exclusivamente para os pequenino na fé, esses que nada sabiam reuniam-se com os apóstolos para entender o Evangelho.

Entenda! Hoje temos as escrituras em nossas casas, que nos fornece toda a informação necessária, por isso, essa sugestão de Hebreus acerca das reuniões não se aplica a nós, foram contextuais, especificas diante de uma determinada circunstância inerentes a um determinado contexto em determinada situação. É isso que o Evangelho ensina. Chega de ser manipulado, aprenda a Ler o contexto. Servir a Deus não é frequentar esses locais, mas sim viver as palavras de Jesus dia a dia.

Servir a Deus é servir ao próximo, e congregar é viver em união constante com os irmãos da fé aonde os encontros não são limitados a lugares ou instituições.

Marcos Martins