Bem vindo ao Anti-Religiosidade!

Combatendo heresias e compartilhado o amor e unidade do Evangelho,

sem estruturas, hierarquias ou complicações.

No dia de Pentecostes Deus inverteu o que fez em Babel para mostrar que agora queria novamente que seu povo pudesse se entender. Os discípulos, cheios do Espírito Santo, falaram em diferentes idiomas, e judeus de várias nações os ouviram falar cada um em sua própria língua. Apesar de ter sido algo miraculoso, obviamente não há ali qualquer menção de um idioma angelical, pois fica claro tratar-se de idiomas humanos e há até uma lista das regiões onde esses idiomas eram falados. (At 2), 


Atos 2:8-11
Como, pois, os ouvimos, cada um, na nossa própria língua em que somos nascidos? Partos e medos, elamitas e os que habitam na Mesopotâmia, Judeia, Capadócia, Ponto e Ásia,
E Frígia e Panfília, Egito e partes da Líbia, junto a Cirene, e forasteiros romanos, tanto judeus como prosélitos,Cretenses e árabes, todos nós temos ouvido em nossas próprias línguas falar das grandezas de Deus.

*Paulo fala que alguns tem dons de variedade de línguas; e a outro a interpretação das línguas. (1 Cr 12:10). Interpretar a língua dos Anjos? Claro que não, esta claro, se trata de idiomas diferentes. De onde então o pentecostalismo tirou essa ideia, de que alguém poderia falar a língua dos anjos?

O problema é que Paulo não está dizendo ser capaz de falar a língua dos anjos. Ele está usando uma figura de linguagem e fica fácil entender isso se lermos os "ainda que" usados por ele no texto:"Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos...""Ainda que tivesse o dom de profecia...""Ainda que conhecesse todos os mistérios e toda a ciência..." (1 Co13:1), O foco de Paulo não está nas coisas que ele supostamente seria capaz de fazer, mas no fato de que de nada adiantaria fazer tudo isso se não tivesse amor. Ao focar na "língua dos anjos" o pentecostalismo perde o foco totalmente, como a criança que ganha um brinquedo de aniversário e prefere brincar com a caixa.

A fortaleza do atual dom de línguas está construída sobre uma errônea interpretação desse versículo.
Realmente, 'nosso amado irmão Paulo tem em suas epístolas coisas difíceis de entender, e os que torcem podem até se perder.’ (2Pedro 3:15-16), Paulo não diz que a língua era desconhecida, logo então, as línguas referidas eram idiomas estrangeiros em uso por nações, mas desconhecidas aos membros da igreja de Corinto. É erro deduzir da frase 'línguas estranhas', que uma língua especial estava sendo falada pelos corintos, uma vez que o dom já havia sido chamado de 'variedade de línguas' I (Cor. 12:10),

Atos 2
v. 4 ­ "em outras línguas"
v. 6 ­ "cada um ouvia falar na sua própria língua"
v. 8 ­ "ouvimos falar, cada um em nossa própria
língua"
v. 9-11­ lista das nações


1 Coríntios 14
v. 2,4,5, etc.­ "língua" quer dizer "idioma"
v. 13 ­ "interpretar" quer dizer "traduzir"
v. 11 ­ "estrangeiro" quer dizer "alguém que fala
uma linguagem diferente"

“E a outro a operação de maravilhas; e a outro a profecia; e a outro o dom de discernir os espíritos; e a outro a variedade de línguas; e a outro a interpretação das línguas.”

1 Coríntios 12:10
INTERPRETAR LÍNGUA DOS ANJOS? CLARO QUE NÃO ELE SE REFERE A IDIOMAS

“Porque o que fala em língua desconhecida não fala aos homens, senão a Deus; porque ninguém o entende, e em espírito fala mistérios.” (1 Co 14:2.), Note que a língua desconhecida significa idioma de outro país: “Porque o que fala em língua desconhecida não fala aos homens, senão a Deus”; (O CRIADOR ENTENDE QUALQUER IDIOMA E A LÍNGUA É DESCONHECIDA DE QUEM FALA OUTRO IDIOMA EM CORINTIOS EXISTIAM INÚMEROS IDIOMAS DIFERENTES),“porque ninguém o entende, e em espírito(ORAÇÃO), fala mistérios”(MISTERIO A QUEM NÃO ENTENDE OUTRO IDIOMA), “Mas o que profetiza fala aos homens, para edificação, exortação e consolação. O que fala em língua desconhecida edifica-se a si mesmo, mas o que profetiza edifica a igreja”. (IGREJA AQUI É AS PESSOAS E NÃO DENOMINAÇÃO OU TEMPLO), E eu quero que todos vós faleis em línguas, mas muito mais que profetizeis; porque o que profetiza é maior do que o que fala em línguas, a não ser que também interprete para que a igreja receba edificação”. (EXEMPLO INGLÊS X PORTUGUES), “E agora, irmãos, se eu for ter convosco falando em línguas, que vos aproveitaria, se não vos falasse ou por meio da revelação, ou da ciência, ou da profecia, ou da doutrina? E agora, irmãos, se eu for ter convosco falando em línguas”(FALANDO EM IDIOMAS), “que vos aproveitaria, se não vos falasse ou por meio da revelação, ou da ciência, ou da profecia, ou da doutrina?”Parafraseando o versículo, o sentido seria: "Porque o que fala chinês entre brasileiros, não fala aos homens, senão a Deus; porque ninguém o entende, e em espírito fala mistérios". É óbvio que eu não entenderia um irmão da China orando em chinês ao meu lado, e teria de admitir que aquilo tudo é um mistério para mim e ele não está conversando comigo, mas com Deus.

Concluindo, não havendo interprete, foi necessário o dom de idiomas diferentes para que o evangelho fosse pregado no mundo todo, aos egípcio, aos Gentios, a Corintios, pois cada um havia um idioma diferente.Dizer que um indivíduo pode falar línguas ininteligíveis e desconhecidas ou não compreendidas por si próprio, seria contradizer o ensino de Cristo a esse respeito, quando disse que o homem deve amar a Deus, 'de todo o seu coração, de toda a sua alma, de todas as suas forças e de todo o seu entendimento.' (Luc. 10:27), Isto envolve o homem todo, suas faculdades emocionais, espirituais, físicas e mentais devem estar ativas. O Criador não se contradiria levando uma pessoa a ter uma experiência espiritual com a mente inconsciente do que ouve, vê e fala com os seus lábios. Paulo reconheceu esse fato na sua repreensão a Corinto, conforme (I Cor. 14:15 -16), pois assim se expressou:

"Que farei pois? Orarei com o espírito, mas também orarei com o entendimento. Cantarei com o espírito, mas também cantarei com o entendimento."Porque, se eu orar em língua desconhecida, o meu espírito ora bem, mas o meu entendimento fica sem fruto. Que farei, pois? Orarei com o espírito, mas também orarei com o entendimento; cantarei com o espírito, mas também cantarei com o entendimento De outra maneira, se tu bendisseres com o espírito, como dirá o que ocupa o lugar de indouto, o Amém, sobre a tua ação de graças, visto que não sabe o que dizes?1 Co 14:14-16

Será que deixei passar alguma passagem de uma suposta língua angelical? Mesmo que se alegasse a possibilidade de se falar uma língua dos anjos nessas manifestações de histeria coletiva que vemos em algumas igrejas pentecostais, ainda assim essas pessoas não estariam cumprindo a ordem clara que é dada na Palavra de Deus:

"E, se alguém falar em língua desconhecida, faça-se isso por DOIS, ou QUANDO MUITO TRÊS, e UM DEPOIS DO OUTRO, e HAJA INTÉRPRETE. Mas, SE NÃO HOUVER INTÉRPRETE, ESTEJA CALADO NA IGREJA, e fale consigo mesmo, e com Deus. ... Porque Deus não é Deus de confusão, senão de paz, como em todas as igrejas dos santos. AS VOSSAS MULHERES ESTEJAM CALADAS NAS IGREJAS; PORQUE NÃO LHES É PERMITIDO FALAR; mas estejam sujeitas, como também ordena a lei. E, se querem aprender alguma coisa, interroguem em casa a seus próprios maridos; PORQUE É VERGONHOSO QUE AS MULHERES FALEM NA IGREJA".”1Co 14:27-35”

NÃO SÃO LÍNGUAS DE ANJOS...SÃO IDIOMAS!! ELES PRECISAVAM SABER OUTROS IDIOMAS PARA PODEREM PREGAR POR TODO O MUNDO!!

Agora ninguém poderá dar a desculpa de que não viu estas instruções claras na Palavra de Deus. Mesmo assim, aposto um doce como na igreja onde você congrega todas estas regras são desrespeitadas quando começam a falar em línguas estranhas.


Marcos Martins